Atentado em armazém deixa oito mortos na capital do Afeganistão

Taleban reivindicou a responsaílidade pela explosão, que tinha americano como alvo

AE, Agência Estado

28 de janeiro de 2011 | 10h19

Armazem era utilizado principalmente por estrangeiros em Cabul. Foto: Rahmat Gul/AP

     

 

 

CABUL - Uma bomba explodiu nesta sexta-feira, 28, dentro de um armazém frequentado por estrangeiros em Cabul, capital do Afeganistão, matando pelo menos oito pessoas e ferindo seis, segundo a polícia e testemunhas. Três estrangeiros e uma criança estão entre os mortos, informou o chefe de polícia de Cabul, Mohammad Ayub Salangi, a repórteres no local. A explosão provocou um incêndio no armazém. O estabelecimento fica no bem vigiado distrito de Wazir Akbar Khan, uma área onde vivem estrangeiros e afegãos ricos.

O Taleban reivindicou a responsabilidade, dizendo que o ataque era contra um americano que trabalhava no país no setor de segurança. Em uma mensagem de texto a repórteres, o porta-voz do Taleban Zabiullah Mujahid escreveu: "Eu estava no ataque contra o chefe da Blackwater."

A Blackwater Worldwide, sediada na Carolina do Norte, é agora chamada de Xe Services. A empresa realiza serviços de segurança no Afeganistão. O chefe de polícia disse que os investigadores ainda não confirmaram se o ataque foi realizado por um suicida. Não está claro se o alvo do ataque estava entre os mortos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoatentadoBlackWater

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.