Atentado em Bagdá deixa mais de 30 mortos

Uma bomba explodiu um caminhão-tanque cheio de querosene no bairro de Cidade Sadr, em Bagdá, matando pelo menos 32 pessoas. Outras 38 foram feridas pela explosão, que ocorreu às 10h da manhã, hora local. A bomba estava escondida num barril perto do caminhão, ao redor do qual dezenas de pessoas de aglomeravam para comprar combustível, disse o coronel de polícia Saad Abdul-Sada. havia uma longa fila a partir do caminhão no momento da explosão, de acordo com o policial. A fila era maior que o normal porque muitas pessoas procuravam fazer um estoque de combustível par ao mês sagrado de Ramadã."Juro a Deus que esta é uma vingança contra Cidade Sadr", gritava um jovem. "Onde está o governo de (primeiro-ministro Nouri) al-Maliki?" Há 17 mulheres entre os mortos, disse Abdul-Sada, acrescentando que o total de vítimas deve aumentar. Cidade Sadr abriga mais de dois milhões de pessoas e é um reduto do exército Mahdi - uma milícia radical xiita, leal ao líder religioso Moqtada al-Sadr.Na sexta-feira, líderes sunitas declararam que o mês sagrado de ramadã começaria neste sábado. No entanto, nem o governo iraquiano, nem as lideranças xiitas pronunciaram-se a respeito.O porta-voz das forças multinacionais no Iraque, o general americano William Caldwell, previu na semana pesada um aumento do número de atentados no mês de Ramadã.Ampliada às 7h57

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.