Atentado em funeral mata 20 no Afeganistão

Ataque suicida que matou deputado é similar a outros organizados pelo Taleban contra membros do governo

CABUL, O Estado de S.Paulo

26 de dezembro de 2011 | 03h04

Um atendado suicida matou ontem 20 pessoas e feriu outras 30 no funeral de um líder tribal na Província de Takhar, a 250 km de Cabul, no Afeganistão. Entre as vítimas, está um membro do Parlamento, segundo o Ministério do Interior. O presidente Hamid Karzai condenou o ataque.

O deputado morto foi identificado como Abdul Mutaleb Baik. Nenhum grupo radical assumiu a autoria do atentado, mas autoridades do governo afegão têm sido alvo frequente do Taleban. "O terrorista suicida matou pessoas inocentes", disse o deputado Sayed Ikramuddin Masomi. "Infelizmente, Baik está entre eles", acrescentou.

Karzai disse que o ataque foi uma ação desumana dos inimigos do Afeganistão. Em setembro, o ex-presidente e chefe do conselho de paz Burhanuddin Rabbani foi morto em um atentado similar. Ainda ontem, 30 insurgentes foram mortos em confrontos em diversas localidades do país. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.