Atentado em funeral mata 30 em Bagdá

Um terrorista detonou ontem uma bomba durante um funeral em Bagdá causando a morte de 30 pessoas e deixando outras 38 feridas. O atentado é o mais mortífero desde setembro. A polícia disse que o homem-bomba entrou na tenda onde estava sendo realizado o funeral de um homem morto em um atentado há três dias. "Testemunhas disseram que não viram estranhos no local. Portanto, o suicida é alguém da família ou um conhecido", disse o general Qassim Moussawi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.