Atentado em igreja mata 2 e deixa 5 feridos no Iraque

Hoje, um dia antes do início de um esquema especial de Natal no Iraque a fim de evitar ataques contra a maioria cristã, uma bomba explodiu em uma igreja em Mossul, no norte do país, matando duas pessoas. O artefato estava escondido a 15 metros de distância da Igreja de São Tomás.

AE-AP, Agencia Estado

23 de dezembro de 2009 | 14h46

Um policial, que pediu anonimato, disse que os dois mortos eram muçulmanos. Ele afirmou também que cinco pessoas ficaram feridas. Um funcionário de um hospital confirmou os óbitos. A explosão danificou portas, janelas e móveis da igreja, que tem mais de 1.200 anos. As celebrações natalinas serão transferidas para outros locais.

Funcionários do setor de inteligência do Iraque haviam dito, ainda nesta semana, que havia previsão de ataques durante o Natal. Diante disso, o governo reforçou a segurança perto de igrejas e em bairros cristãos. Essa minoria é alvo frequente no país, desde a invasão liderada pelos Estados Unidos em 2003. Dezenas de milhares de cristãos fugiram do país e muitos outros vivem isolados, com medo da violência.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraquebombaigreja

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.