Atentado em Igreja mata 2 e fere 13 no Nepal

A explosão aconteceu esta manhã durante uma missa na localidade de Dhobighat

EFE

23 de maio de 2009 | 06h27

Duas pessoas morreram, entre elas uma menina de 14 anos, e outras 13 ficaram feridas neste sábado na explosão de uma bomba em uma Igreja Católica do Nepal, horas antes de o Parlamento se reunir para escolher um novo primeiro-ministro.

 

A explosão aconteceu esta manhã durante uma missa na localidade de Dhobighat (centro), informou o oficial de Polícia Kedar Man Singh Bandari.

 

Os feridos já foram transferidos ao hospital, disse a Polícia, que isolou a região e iniciou uma investigação.

 

No momento da explosão, havia na Igreja cerca de 150 pessoas, de acordo com uma testemunha citada pela agência "Nepalnews".

 

Embora oficialmente nenhum bando tenha assumido a autoria do ataque, a Polícia suspeita do envolvimento do grupo Exército de Defesa do Nepal, já que foram encontrados panfletos com seu nome no local.

 

O atentado coincide com a reunião prevista para hoje do Parlamento do Nepal, com vistas à eleição de um novo primeiro-ministro, após a recente renúncia do maoísta Pushpa Kamal Dahal, conhecido como Prachanda.

 

Prachanda provavelmente será substituído pelo líder do Partido Marxista-Leninista, Madhav Kumar Nepal, que já conseguiu o apoio de aproximadamente 20 legendas da Assembleia Constituinte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.