Atentado em Jerusalém mata uma pessoa, além do terrorista

O atentado suicida de um palestino, em uma sapataria no centro de Jerusalém por volta do meio-dia deste domingo, causou a morte do terrorista e também de uma mulher, segundo informações recentes da polícia e do porta-voz do serviço de resgate de Israel Yeruham Mandola. Mais de cem pessoas estão sendo atendidas no local ou nos hospitais, entre feridos ou em estado de choque, disse o oficial. Três pessoas estão seriamente feridas e nove têm ferimentos moderados, informou Mandola. O atentado ocorreu na Rua Jaffa, um centro comercial repleto de lojas e as calçadas estreitas estavam cheias de pedestres, especialmente no horário do meio-dia. As ruas ficam cheias de gente no domingo, que é o primeiro dia de trabalho da semana em Israel.

Agencia Estado,

27 Janeiro 2002 | 12h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.