Atentado em mercado de Helmand deixa ao menos 8 mortos no Afeganistão

Segundo Ministério do Interior, todas as vítimas são civis e há 38 feridos, alguns em estado grave

Efe

31 de março de 2010 | 07h55

CABUL - A explosão de uma bomba colocada em uma bicicleta um mercado na província de Helmand, no Afeganistão, deixou pelo menos 8 civis mortos e outros 38 feridos, informou nesta quarta-feira, 31, o Ministério do Interior afegão.

 

Veja também:

especial30 anos de violência e caos no Afeganistão

 

Versões anteriores de fontes policiais davam conta de até 17 vítimas, mas o porta-voz do governador provincial, Dawoud Ahmadi, disse que, por enquanto, há registro de oito vítimas fatais. A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), porém, contabiliza 13 vítimas.

 

O ataque aconteceu em um conhecido mercado, cerca de 25 quilômetros a norte da capital de Helmand, Lashkar Gah. Segundo a agência afegã AIP, um voluntário da Cruz Vermelha disse que cerca de 40 feridos haviam sido transferidos a hospitais em Lashkar Gah em helicópteros das tropas da Otan. "Estava no mercadinho onde as pessoas faziam suas compras quando aconteceu uma enorme explosão, que me atirou ao solo. Depois vi corpos sem vida e feridos por todas partes", relatou a testemunha.

 

O comando militar da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), sob comando da Otan, informou que 13 civis perderam a vida e pelo menos 40 ficaram feridos, muitos deles de forma grave, como consequência da explosão. Segundo a Isaf, o atentado está sendo investigado pelas autoridades afegãs.

 

A as tropas da Otan e dos EUA, apoiadas pelo Exército afegão, realizam uma grande ofensiva no distrito de Nad Ali, em Helmand, com o objetivo de retirar os insurgentes taleban de suas principais fortificações na região.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoatentadoexplosãoTaleban

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.