Paul Stringer/AFP
Paul Stringer/AFP

Atentado em mercado na Nigéria atribuído ao Boko Haram mata 47 e fere 52

Segundo fontes, a maioria dos feridos está em estado grave

O Estado de S. Paulo

11 de agosto de 2015 | 21h23

ABUJA - Ao menos 47 pessoas morreram e 52 ficaram feridas nesta terça-feira em uma explosão em um mercado no nordeste da Nigéria, alvo frequente do grupo radical islâmico Boko Haram, informaram à AFP testemunhas no local.

A explosão atingiu o mercado da cidade de Sabon Gari, cerca de 135 km ao sul de Maiguduri, capital do Estado de Borno, num momento de grande afluência, por volta das 13h15 (9h15 de Brasília), indicaram as fontes.

"Nós recebemos 47 cadáveres e ao menos 50 (pessoas) com ferimentos transportadas do mercado de Sabon Gari, onde a explosão ocorreu esta tarde", disse um enfermeiro no Hospital Geral de Biu. Ele explicou que a maioria dos ferimentos era "grave" e espera um aumento no número de mortos.

"A explosão ocorreu dentro do mercado, na seção de telefonia móvel", indicou Yuram Bura, membro de um grupo de autodefesa que combate o Boko Haram ao lado do Exército

O explosivo "foi escondido em um saco utilizado para dispersar herbicidas. Foi introduzido no mercado e aparentemente abandonado... Não há dúvida de que foi obra de Boko Haram", ressaltou Bura. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
NigériaatentadoBoko Haram

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.