Atentado em mesquita deixa 36 mortos no Afeganistão

Um ataque suicida no lado de fora de uma mesquita matou 36 pessoas e feriu 23 no norte do Afeganistão nesta sexta-feira. O atentado, ocorrido na Cidade de Maymana, capital da província de Faryab, aconteceu enquanto fiéis reuniam-se para celebrar o feriado islâmico do Eid al-Adha.

AE, Agência Estado

26 de outubro de 2012 | 09h02

As principais autoridades da província, incluindo o governador e o chefe de polícia, estavam dentro do local quando o terrorista detonou os explosivos no lado de fora, onde uma multidão estava reunida. Nenhum oficial do governo foi ferido. Segundo o vice-governador, Abdul Satar Barez, entre os mortos estão 14 civis, além de soldados e policiais.

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, condenou veementemente o ataque, chamando os autores de "inimigos do Islã e da humanidade". "Havia sangue e cadáveres por todo o lado", afirmou o médico Khaled, que estava na mesquita na hora do atentado. "Foi um massacre", disse ele, que como muitos afegãos utiliza apenas um nome. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.