Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Atentado em Mesquita mata 48 no Paquistão

Um militante suicida detonou os explosivos que levava atados ao corpo dentro de uma mesquita onde centenas de fiéis participavam das tradicionais orações islâmicas de sexta-feira no noroeste do Paquistão e provocou a morte de pelo menos 48 pessoas hoje, informaram autoridades locais. A explosão também feriu dezenas de pessoas e causou extensos danos à mesquita, situada em Jamrud, uma cidade próxima da fronteira com o Afeganistão marcada pela presença do grupo fundamentalista islâmica Taleban e pela violência entre tribos e milícias rivais.

AE-AP, Agencia Estado

27 de março de 2009 | 08h51

As autoridades paquistanesas evitam especulações sobre o que teria motivado o atentado suicida contra a mesquita, mas a região tem sido palco recente de ataques e ações retaliatórias entre grupos armados rivais, inclusive com ataques a mesquitas. A crescente violência no noroeste do Paquistão também levanta dúvidas quanto à capacidade do país de fazer frente às presenças do Taleban e da rede extremista Al-Qaeda, responsabilizadas por ataques no vizinho Afeganistão. Imagens exibidas por emissoras paquistanesas de televisão mostravam a população e a polícia locais removendo as ruínas do templo islâmico.

No momento do ataque, cerca de 250 pessoas estavam na mesquita, disse Tariq Hayat, administrador da região onde fica Jamrud. De acordo com ele, as equipes de resgate removeram 48 corpos dos escombros e 80 pessoas foram tratadas com ferimentos de diferentes graus. Ele observou, no entanto, que ainda há muitas pessoas presas sob os destroços e previu que o número de mortos deve aumentar. Jamrud situa-se na região semiautônoma de Khyber, onde milicianos têm intensificado seus ataques a caminhões que percorrem uma rota terrestre de suprimento para as forças dos Estados Unidos e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoatentadomortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.