Atentado em procissão xiita deixa 25 mortos no Paquistão

Bomba deixou 60 feridos em Karachi, maior cidade do país; número de mortes ainda pode subir

Associated Press,

28 de dezembro de 2009 | 10h07

  Carro pega fogo após explosão em Karachi. Foto: Rehan Khan/Efe

KARACHI  - Um atentado a bomba deixou 25 mortos e 60 feridos em uma procissão xiita na cidade de Karachi, a maior do Paquistão, nesta segunda-feira, 28. Seguidores desta vertente do Islã comemoram hoje a Ashura, data da morte do Imã Hussein, neto do profeta Maomé, na batalha de Kerbala, no século VIII. 

Veja também:

linkConfrontos deixam 15 insurgentes mortos no Paquistão

linkXiitas indianos praticam autoflagelação em festa religiosa

O ministro provincial da Saúde, Sagheer Ahmad, disse que muitas pessoas estão gravemente feridas e que o número de mortos pode subir.  O ministro do Interior, Rehman Malik, afirmou que o suicida

detonou os explosivos no início da procissão desta segunda-feira.

A segurança foi reforçada no Paquistão por causa da Ashura, celebrada no décimo dia do mês sagrado de Muharram, mês no qual se lembra a morte do imã Hussein, neto do profeta Maomé, ocorrida no século

7.

Muharram é geralmente marcado por atentados a bomba e confrontos entre a maioria sunita e a minoria xiita no Paquistão. Em algumas parte do mundo muçulmano, a Ashura é comemorada no domingo.

 

Atualizada às 11h13 para alteração de informação

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoxiitasatentadoAshura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.