Atentado mata 10 em último dia de trégua

Jatos sírios bombardearam subúrbios de Damasco e um carro-bomba matou dez pessoas na capital ontem, o último dia de uma trégua de quatro dias que o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, reconheceu ter falhado. Cada lado culpa o outro por violações do cessar-fogo decretado durante o feriado islâmico de Eid al-Adha e organizado pelo enviado internacional Lakhdar Brahimi, que lamentou o fracasso da trégua.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.