Atentado mata 17 soldados na Caxemira

Cerca de 17 soldados morreram e outros seis ficaram gravemente feridos quando supostos ativistas muçulmanos atacaram uma patrulha no lado sul da Caxemira, a 176 quilômetros de Jammu, capital comercial da Índia, segundo fontes militares. O ataque aconteceu quando os soldados regressavam de uma aldeia onde foram assassinadas três pessoas, na última quarta-feira. A polícia indiana lançou um operação de busca para tentar localizar os responsáveis pelo atentado. Cerca de 30 mil pessoas já morreram na Caxemira, região controlada pela Índia, segundo as últimas cifras do governo, desde que grupos muçulmanos radicais começaram a lutar pela região. Osdefensores dos direitos humanos afirmam que o número dos mortos é de cerca de 60 mil pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.