Atentado mata 21 em Bangladesh

Pelo menos 21 pessoas morreram em decorrência de um atentado a bomba ocorrido na noite deste sábado, na cidade portuária de Narayangang, no sul do país. A explosão, que atingiu os escritórios do partido governamental de Bangladesh, a Liga Awami, ocorreu durante uma reunião da agremiação, às 21h30, horário local.Várias pessoas morreram na hora, cinco a caminho do hospital e uma depois de ter dado entrada no hospital da capital Daca, capital do país. Outras três pessoas estavam em estado grave. Este foi o mais grave atentado acontecido nos trinta anos de existência do país.Nenhum grupo assumiu a autoria do atentado, mas o ministro do Interior, Mohammad Nasim, o atribuiu a extremistas muçulmanos. Nasim, juntamente com o ministro da Indústria, Tofael Ahmed, visitou o local. O atentado se seguiu a um outro, no início do mês, contra uma igreja católica em Gopalgnaj, cidade do leste do país, e que deixou 10 mortos e dezenas de feridos. O primeiro-ministro, o xeque Hasina Wajed condenou o atentado de Gopalgnaj e disse que os responsáveis seriam detidos. Desde 1999, pelo menos 59 pessoas morreram e outras 300 ficaram feridas nos dez maiores atentados a bomba em Bangladesh.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.