Atentado mata 23 em região tribal do Paquistão

Uma bomba matou ao menos 23 pessoas e deixou outras 26 feridas nesta terça-feira ao explodir em um posto de gasolina na região de Khyber, no noroeste do Paquistão, uma das instáveis áreas do país onde insurgentes enfrentam forças do governo, disseram autoridades locais.

JIBRAN AHMAD, REUTERS

10 de janeiro de 2012 | 08h04

"Foi uma explosão enorme e causou danos em alguns veículos em um terminal de ônibus", disse Khan Zaman, membro de uma tribo de Kyber, próximo à cidade de Peshawar.

Segundo membros de tribos locais, o alvo do ataque eram alguns integrantes da milícia tribal Zakhakhel, que apoia o governo. Eles estavam abastecendo seus veículos no posto quando a bomba explodiu.

O assessor político Jamrud Mohammad Jamil Khan disse que três membros da polícia tribal Khasadar foram mortos no incidente. Os feridos foram levados para hospitais em Jamrud e Peshawar.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo ataque, de acordo com as autoridades.

Há mais de quatro anos as forças paquistanesas vêm lançando ofensivas contra militantes na região de Khyber, inclusive ações contra o Taliban paquistanês.

O ataque desta terça-feira é a primeira grande ocorrência desse tipo neste ano. Em 30 de dezembro, 13 pessoas morreram em um atentado a bomba na cidade de Quetta, no sudoeste do país.

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOATENTADOKHYBER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.