Atentado mata 30 em dia de eleição no Paquistão

Uma picape carregada com cerca de 150 quilos de explosivos foi lançada hoje contra um posto de segurança no noroeste do Paquistão, matando pelo menos 30 pessoas e deixando feridas outras dezenas. O ataque suicida ocorreu nas cercanias de Peshawar. Imagens de televisão mostraram uma cratera de aproximadamente um metro de profundidade, veículos destruídos e outros destroços espalhados por uma grande área. O parlamento paquistanês escolheu hoje Asif Ali Zardari, viúvo da líder oposicionista e ex-primeira-ministra assassinada Benazir Bhutto, como novo presidente do país.Autoridades disseram que muitas pessoas ficaram presas sob dois edifícios que ruíram perto da área onde o atentado ocorreu. O chefe da polícia local, Nasirulmulk Bangash, disse que a grande quantidade de explosivos usada no ataque indica que o alvo era algo mais importante que o pequeno posto de segurança atingido. Com o reforço na segurança das ruas por conta do dia de eleição o atentado pode ter sido redirecionado, disse Bangash, que, no entanto, não revelou qual seria o possível alvo do suicida. Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo ataque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.