Atentado mata 38 perto de mesquita no Irã

Segundo agência de notícias oficial do país, o ataque suicida teria como alvo muçulmanos xiitas.

BBC Brasil, BBC

15 de dezembro de 2010 | 13h00

Ataque em mesquita matou mais de 30 pessoas, incluindo crianças e mulheres

A explosão de uma bomba na cidade de Chabahar, no sudeste do Irã, matou ao menos 38 pessoas e feriu dezenas, segundo informações da agência de notícias oficial do país Irna.

O ataque, descrito como suicida, aconteceu do lado de fora da mesquita Imam Hossein e teria como alvo peregrinos que marcavam o dia de Ashura, data de luto e lamentação para os muçulmanos xiitas.

Segundo o chefe do conselho de segurança de Chabahar, Ali Bateni, citado pela Irna, duas pessoas foram responsáveis pelo ataque e uma delas foi presa.

Acredita-se que há crianças e mulheres entre os mortos.

Autoria

O grupo militante sunita Jundallah (Soldados de Deus) teria assumido a autoria do ataque.

O Jundallah diz lutar pela cultura e a fé da etnia Baluch, e já assumiu ataques similares no passado, incluindo um contra outra mesquita xiita, na capital regional Zahedan, que deixou 27 mortos em julho.

No mês passado, o grupo foi classificado como uma organização terrorista pelos Estados Unidos.

Chabahar fica na província do Sistão-Baluquistão, na fronteira com o Paquistão e o Afeganistão. A região sofre com altos níveis de criminalidade, com a população de maioria sunita alegando discriminação por parte da minoria xiita.

Teerã frequentemente acusa os americanos de usar militantes na região como mercenários para atacar os interesses do Irã.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
iranirabombachabaharatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.