Atentado mata chefe da tribo de Saddam

O xeque Ali al-Neda, chefe da tribo do ditador Saddam Hussein, morreu ontem ao norte de Bagdá quando uma bomba colocada em seu carro explodiu, informou a polícia. O atentado ocorreu numa estrada perto da casa do xeque em Awja, cidade natal de Saddam, a 150 quilômetros da capital do Iraque. O xeque, integrante da minoria sunita do país, foi o responsável pelo enterro de Saddam após sua execução, em dezembro de 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.