Atentado mata criança e deixa 5 feridos nas Filipinas

Segundo a polícia, a bomba estava escondida em uma bolsa perto da delegacia em Datu Piang e foi deixada por indivíduos em motocicletas

Efe,

13 de julho de 2010 | 05h48

MANILA - Uma criança de sete anos morreu e outras cinco pessoas ficaram feridas após a explosão de uma potente bomba caseira no sul das Filipinas, informam fontes oficiais.

O fato ocorreu no domingo, 11, na província de Maghindanao e, segundo o chefe da polícia provincial, Alex Lineses, a bomba estava escondida em uma bolsa perto de uma delegacia na localidade de Datu Piang.

Um funcionário afirmou que algumas testemunhas tinham visto vários indivíduos que viajavam em motocicletas deixaram a bolsa com a bomba.

Por enquanto é desconhecida a autoria, mas Maguindanao é uma das províncias mais conflituosas do país, onde frequentemente ocorrem disputas entre clãs políticos com trocas de tiros.

O coronel Benjamin Hao, porta-voz militar provincial, afirmou que o ataque poderia estar relacionado com uma rixa entre um prefeito da zona e seu sobrinho, suspeito de pertencer às guerrilhas muçulmanas que atuam na região.

Maguindanao foi o palco de um dos episódios mais sanguinários da recente história das Filipinas, quando, em novembro, 57 integrantes de um comboio eleitoral foram sequestrados, decapitados e enterrados em vaLas comuns pelos sicários do clã político rival.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.