Atentado mata porta-voz do presidente da república russa do Daguestão

Tiroteio ocorreu no centro da capital Mahatchkala; Kurbánov acumulava cargos importantes no governo local

Efe

28 de julho de 2011 | 08h01

Carro do porta-voz foi alvejado na madrugada desta quinta

 

 

MOSOCU - O chefe de Informação e do Escritório de Imprensa do presidente do Daguestão, Garún Kurbánov, foi assassinado a tiros nesta quinta-feira, 28, informou o Ministério do Interior dessa república russa no Cáucaso Norte.

 

Kurbánov, de 48 anos, foi baleado durante a madrugada em uma das ruas da zona central de Mahatchkala, a capital do Daguestão, assinalou à agência russa "Interfax" um porta-voz dessa pasta.

 

A fonte acrescentou que no tiroteio morreu também o motorista do chefe do Escritório de Imprensa do presidente do Daguestão, cargo que Kurbánov ocupava desde março de 2010.

 

Anteriormente, entre 2008 e 2010, Kurbánov foi titular do Ministério de Nacionalidades, Informação e Assuntos Internacionais do Daguestão.

 

Fontes policiais citadas pela agência oficial "RIA Novosti" indicaram que o atentado contra o alto cargo aconteceu quando este acabara de sair de sua casa e se dirigia a seu automóvel.

 

O Daguestão, uma das sete repúblicas russas da instável região do Cáucaso Norte, é cenário frequente de choques armados e ações terroristas.

Em 2010, mais de 100 policiais morreram no Daguestão em atentados perpetrados em sua maioria por grupos islamitas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.