Atentado mata sete policiais iraquianos treinados pelos EUA

Uma explosão do lado de fora de uma delegacia em Ramadi, cerca de cem quilômetros a oeste de Bagdá, matou hoje pelo menos sete iraquianos integrantes da unidade policial montada pelos EUA e feriu outros 40, dos quais 20 com gravidade, informaram as forças de ocupação. Ramadi é uma das localidades de maioria muçulmana sunita, no centro do Iraque, onde as tropas dos EUA enfrentam maior resistência, atribuída a partidários do ex-presidente Saddam Hussein. A explosão ocorreu enquanto os policiais marchavam de uma escola masculina, onde receberam cinco dias de treinamento dos militares dos EUA, para um prédio governamental próximo, onde participariam da cerimônia de graduação. Aparentemente, a bomba foi detonada por controle remoto.

Agencia Estado,

05 Julho 2003 | 09h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.