Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Atentado no Chile deixa cidades sem luz

Sete torres de alta tensão foram derrubadas na madrugada desta quinta-feira, deixando sem luz cidades da região norte do Chile, a cerca de 800 kilômetros de Santiago. A ação teria sido praticada por extremistas de esquerda.O subsecretário do Interior do governo chileno, Jorge Correa, disse que no lugar onde ficam as torres foram encontrados panfletos da Frente Patriótica Manuel Rodríguez, grupo guerrilheiro que lutou contra a ditadura militar iniciada no Chile há exatos 30 anos com a derrubada de salvador Allende pelo exército comandado por Augusto Pinochet. Correa afirmou que os autores do atentado usaram carros de tração, já que não foram encontrados vertígios de explosivos no local. Em Santiago do Chile, o 30º aniversário do golpe militar tem sido de tranqüilidade.Leia no Estado: 30 anos depois, um país ainda dividido ao meio.

Agencia Estado,

11 de setembro de 2003 | 11h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.