Atentado no norte do Afeganistão deixa pelo menos 9 mortos

Um político local foi atingido pela explosão; nenhum grupo ainda admitiu autoria

Efe,

14 Maio 2012 | 08h08

CABUL - Pelo menos nove pessoas morreram nesta segunda-feira, 14, entre elas um político local, vítimas da explosão de uma bomba registrada no interior de uma loja da província de Faryab (norte), informou o Ministério de Interior afegão.

A explosão ocorreu por volta das 10h (horário local, 1h30 de Brasília) em uma loja do distrito de Ghormach, segundo o Interior, que atribuiu os fatos a "terroristas e inimigos da paz e da segurança do povo afegão".

"Um membro do conselho provincial de Faryab, Amanula Shahbudin Zai, também morreu no ataque", acrescentou o Ministério.

No começo da tarde, nenhum grupo tinha reivindicado os fatos, embora os insurgentes talebans costumem recorrer a este tipo de atentado em sua luta para derrubar o Governo afegão e conseguir a saída imediata do país das tropas internacionais.

Uma fonte militar assegurou à agência afegã AIP que suas forças iniciaram uma investigação para esclarecer o sucedido.

O ataque acontece somente um dia depois da morte de um alto cargo do Conselho de Paz afegão, encarregado de buscar vias de diálogo com os insurgentes, Arsala Rahmani, baleado este domingo em Cabul por desconhecidos quando ia para seu escritório.

Os talebans não assumiram a autoria do assassinato, embora no dia 2 de maio tenham anunciado o início de sua nova ofensiva de primavera, Al Farooq, com a ameaça de ataques contra as forças afegãs, membros do Parlamento ou do próprio Conselho de Paz.

 
Mais conteúdo sobre:
Afeganistão Ataques no Afeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.