Atentado no Paquistão mata pelo menos 15 pessoas

Um atentado com bomba, neste sábado, 17, matou quinze pessoas e deixou, pelo menos, 25 feridos, em Quetta, no sudeste do Paquistão. O artefato explodiu na corte judicial do distrito, matando um juiz, cinco advogados e os parentes de alguns presos que estavam em um julgamento.Os autores do atentado ainda não foram revelados, segundo policiais. As vítimas foram levadas para um hospital próximo."Ainda é obscuro para nós se este foi um ataque suicida ou de alguém que instalou alguma bomba no local", disse o chefe de Polícia Rauf Khan.A Polícia recolheu os corpos e destroços, além de pedaços da bomba, que servirão para o processo de investigação. Oficiais acreditam que o ataque tenha sido suicida."De acordo com nossas informações um homem entrou na sala e se explodiu. Uma cabeça foi encontrada", disse o ministro-chefe da polícia do Baluchistão, Jam Mohammad Yousuf. "Pode ser uma continuação do que está acontecendo em outras partes do país." O Paquistão é um dos aliados dos Estados Unidos na "guerra contra o terror". O país tem sido alvo de ataques terroristas desde que ofereceu apoio a Washington após os atentados de 11 de setembro.O mais recente incidente ocorreu um dia depois de a Polícia anunciar a prisão de cinco supostos terroristas, os quais planejavam ataques suicidas contra estrangeiros e muçulmanos xiitas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.