Atentado palestino deixa 11 feridos em Haifa

Um palestino cometeu um atentado suicida na manhã deste sábado na cidade portuária de Haifa, ao norte de Israel. O palestino morreu na explosão, que também deixou 11 pessoas feridas, disse a polícia. O ataque aconteceu por volta das 7h30 (3h30, pelo horário de verão em Brasília) num local que concentra uma grande quantidade de pontos de ônibus e estava cheio de gente. Ambulâncias correram para atender os feridos e a polícia cercou o local da explosão.Shimon Biton, um funcionário da equipe de resgate, disse à Rádio Israel que nenhuma pessoa ficou gravemente ferida. Segundo a Rádio Israel, o palestino estava em um ponto de ônibus muito usado por soldados israelenses. Nenhum grupo islâmico assumiu ainda a autoria do atentado. Os últimos ataques suicidas foram planejados pelos grupos radicais Hamas e Jihad.No final de semana passado, uma nova onda de ataques terroristas mataram 26 pessoas em Israel. Um dos ataques também foi realizado em um ponto de ônibus de Haifa, provocando a morte de 16 pessoas. Em Jerusalém, dois palestinos suicidas foram ao centro da cidade e mataram 10 pessoas. Um jovem de 17 anos que foi atingido em Israel acabou morrendo ontem (08), por causa dos ferimentos da explosão.Em represália as dois atentados, o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, lançou uma nova ofensiva contra os palestinos. Aviões e helicópteros israelenses foram enviados para destruir alvos da segurança palestina em Gaza. Sharon disse que a Autoridade Palestina e seu presidente, Yasser Arafat, "apóiam o terrorismo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.