Atentado rebelde deixa 15 feridos no sul da Tailândia

Pelo menos 15 pessoas ficaram feridas nesta quinta-feira, 5, pela explosão de uma bomba lançada numa mesquita da região muçulmana do sul da Tailândia.A polícia suspeita que ao menos cinco insurgentes muçulmanos tenham participado do ataque a mesquita situada na província de Yala, no distrito de Yaha, onde há toque de recolher. No momento da explosão, aproximadamente cem pessoas estavam no local.No mês passado, oito civis budistas que viajavam numa caminhonete, incluindo duas meninas, foram assassinados neste mesmo distrito.Na semana passada, um oficial advertiu que os rebeldes do movimento separatista islâmico querem iniciar um conflito sectário de grandes proporções.Por sua vez, os líderes muçulmanos locais expressaram sua preocupação pelo surgimento de "esquadrões da morte" na região, que estariam vinculados às milícias budistas tailandesas treinadas no manejo de armas por meio de um programa estatal.Os ataques com armas leves e atentados com bomba acontecem diariamente em Pattani, Yala e Narathiwat, mesmo com 30.000 membros das forças de segurança no local.Cerca de 2.100 pessoas morreram na região por causa da violência desde que o movimento separatista islâmico, formado por uma dezena de grupos, retomou a luta armada em janeiro de 2004, após uma década de pouca atividade guerrilheira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.