AP Photo/Jossy Ola
AP Photo/Jossy Ola

Atentado suicida em mesquita na Nigéria mata ao menos 24 pessoas e fere 23

Ataque foi realizado por duas mulheres, segundo serviços de socorro locais, no momento em que uma grande multidão de fiéis rezava na região de Umurari

O Estado de S. Paulo

16 de março de 2016 | 11h18

MAIDUGURI, NIGÉRIA - Ao menos 24 pessoas morreram e 23 ficaram feridas nesta quarta-feira, 16, em uma mesquita de Maiduguri, nordeste da Nigéria, em um atentado suicida realizado por duas mulheres, disseram os serviços de socorro do Estado de Borno. No momento do atentado, uma grande multidão de fiéis rezava em uma mesquita da região de Umurari.

O porta-voz da administração, Abdullahi Omar, confirmou o ataque, mas não deu mais detalhes sobre ele. Outra fonte, que pediu anonimato, disse: "nesta manhã, pouco antes da oração, duas mulheres disfarçadas de homens entraram na mesquita (...) e detonaram seus explosivos, matando vários fiéis".

A primeira agressora teria detonado os explosivos no interior da mesquita e, pouco depois, quando muitas pessoas se aproximaram para prestar socorro, a segunda suicida teria atirado fogo ao próprio corpo na entrada do local.

A Nigéria vive desde 2009 a rebelião do grupo islamista Boko Haram, que deixou ao menos 17 mil mortos no norte do país e mais de 2,6 milhões de deslocados.

Maiduguri é a capital do Estado de Borno, no norte da Nigéria, de maioria muçulmana e um dos mais afetados pelas atividades terroristas do Boko Haram, que declarou lealdade ao grupo jihadista Estado Islâmico em março de 2015. /EFE, AFP e ASSOCIATED PRESS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.