Atentado suicida mata 15 no Iraque

O Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque na cidade de Baladruz, a nordeste de Bagdá

O Estado de S. Paulo

07 de junho de 2015 | 20h54

BAGDÁ - Ao menos 15 pessoas morreram em um atentado suicida com carro-bomba em uma área para caminhoneiros em uma cidade ao norte de Bagdá, informaram neste domingo fontes policiais e locais.

O atentado reivindicado pelo grupo jihadista sunita Estado Islâmico (EI) ocorreu durante a noite na entrada da cidade de Baladruz, 65 km a nordeste da capital.

Os alvos foram os restaurantes de uma zona de serviços na qual costumam parar os caminhoneiros que transportam mercadorias entre Bagdá e o Curdistão iraquiano, explicou um oficial da polícia. Outras 37 pessoas ficaram feridas no atentado, segundo este oficial e um membro do conselho provincial de Diyala, Khedhr Muslim Abed.

O EI, que lançou há um ano uma ofensiva no norte do Iraque, reivindicou o atentado em sites jihadistas e afirmou que um dos mortos era membro de uma unidade antiterrorista da polícia iraquiana. O EI já havia reivindicado outro atentado suicida com carro-bomba contra uma base da polícia ao norte de Bagdá que deixou 47 mortos no dia 1º de junho.

O grupo se apoderou nos últimos meses de muitos veículos blindados e tanques abandonados pelas forças iraquianas em sua retirada, que transforma em veículos bomba para utilizá-los em atentados. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.