Atentado suicida mata britânico em Cabul

O segundo atentado suicida em dois dias contra forças de paz estrangeiras, na capital afegã, causou a morte de um soldado britânico, informaram autoridades militares e governamentais. Outros quatro soldados ficaram feridos. Não há relatos sobre civis entre as vítimas.O atentado ocorreu no mesmo dia em que era celebrada a cerimônia fúnebre de um soldado canadense morto em um ataque suicida ocorrido na terça-feira. Além do militar e do suicida, um civil afegão também faleceu no atentado de ontem.A autoria da ação extremista de terça-feira foi assumida por um porta-voz do grupo fundamentalista islâmico Taleban, que governou o Afeganistão entre 1996 e 2001, quando foi deposto em meio a uma ofensiva militar liderada pelos Estados Unidos, em resposta aos atentados de 11 de setembro daquele ano.O mulá Hakim Latifi, que diz falar em nome do Taleban, disse que o grupo também orquestrou o ataque de hoje. "Estamos dispostos a atacar estrangeiros para defender nosso país, nossa religião e nossa honra", disse ele em entrevista concedida à Associated Press durante conversa telefônica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.