Atentado suicida mata pelo menos seis em Tel Aviv

Pelo menos seis pessoas morreram e aproximadamente 30 ficaram feridas nesta segunda-feira em um atentado suicida perpetrado perto de uma estação de ônibus de Tel Aviv, disseram fontes da Estrela de Davi Vermelha, órgão equivalente à Cruz Vermelha. De acordo com a imprensa israelense, tanto a Jihad Islâmica quanto as Brigadas dos Mártires de al-Aqsa, grupo ligado ao movimento nacionalista Fatah, reivindicaram a autoria do atentado, cometido no mesmo restaurante de fast-food onde ocorrera outro ataque suicida no dia 19 de janeiro. A maioria dos feridos, 15 dos quais se encontram em estado grave, foi levado a hospitais da região. Fontes policiais informaram que os explosivos utilizados no ataque eram de grande potência e estavam misturados com cravos e parafusos. Segundo fontes militares citadas pela rádio pública israelense, os serviços de inteligência não haviam registrado alertas concretos sobre a possibilidade de um atentado nesta segunda-feira em Tel Aviv, mas tinham 19 avisos específicos e 80 gerais sobre possíveis ataques palestinos em todo o país. Até o momento, não se sabe se o terrorista suicida detonou os explosivos na entrada ou dentro do restaurante "Rosh Ha´ir".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.