Atentado suicida mata primo do presidente do Afeganistão

Parente de Hamid Karzai era seu aliado e teve papel importante na escolha de seu sucessor

Agência Estado

29 de julho de 2014 | 13h21

Um primo do presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, foi morto em atentado suicida nesta terça-feira, segundo fontes oficiais. O ataque foi o último de uma série contra autoridades próximas ao governo, em um momento de tensão com a saída das forças militares estrangeiras marcada para o fim deste ano.

Hashmat Khalil Karzai era um importante aliado do presidente e teve papel importante na escolha de seu sucessor. Ele era chefe da campanha do ex-ministro das Finanças Ashraf Ghani Ahmadzai, que concorre à presidência.

O militante suicida detonou a bomba em cerimônia na casa da família Karzai para a comemoração do feriado muçulmano de Eid al-Fitr, que marca o fim do Ramadã, de acordo com o porta-voz do governo.

O presidente condenou o ataque. "Assim como todos os outros afegãos que são alvo de ataques terroristas, nossa família não é exceção, nós também enfrentaremos essa tragédia", afirmou em nota.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade do ataque até agora. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoviolênciapresidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.