Atentado suicida mata quatro no norte do Afeganistão

Um suicida se explodiu hoje nas proximidades de uma mesquita durante uma cerimônia em memória de um graduado policial afegão, matando quatro pessoas, segundo autoridades. Forças de segurança confrontaram o suicida antes de ele entrar na mesquita de Cidade de Kunduz, na província de Kunduz, no norte do país, de acordo com o chefe da polícia Sami Ullah Qatra. Houve um confronto e o homem detonou seus explosivos, disse Qatra.

AE, Agência Estado

10 de junho de 2011 | 09h45

Seis policiais ficaram feridos no ataque. A cerimônia desta sexta-feira lembrava o general Daud Daud, conhecido comandante regional da polícia no norte afegão, morto em 28 de maio em um atentado contra um escritório do governador na província de Takhar, no noroeste do país. O general alemão Markus Kneip, comandante da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) para o norte afegão, estava entre os feridos.

O Taleban já começou sua ofensiva da primavera, quando o grupo aumenta o número de ataques com bombas à beira de estradas e atentados suicidas. Porém nenhum grupo assumiu ainda a autoria do atentado desta sexta-feira. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoatentadosuicida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.