Atentados à bomba deixam 22 feridos na Tailândia

Supostos rebeldes separatistas islâmicos explodiram quase simultaneamente 31 bombas nesta quinta-feira na província de Yala, extremo sul da Tailândia, fazendo um morto e ferindo pelo menos 22 pessoas, entre elas cinco soldados, informou a polícia local.Bombas de fabricação caseira explodiram em diferentes escritórios governamentais da província de Yala, cerca de 1.055 quilômetrosao sul de Bangcoc. Segundo as autoridades locais, uma das explosões aconteceu na delegacia de polícia provincial de Yala e feriu um policial. Outra bomba atingiu a prefeitura provincial. Um café situado perto de uma delegacia no distrito de Yaha também foi alvo de atentando e o proprietário ficou ferido. Cerca de 1.350 pessoas já morreram nas províncias de Narathiwat, Yala e Pattani desde que o movimento separatista islâmico retomou aluta armada, em janeiro de 2004.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.