Atentados alteram política internacional, diz Lafer

O ministro das Relações Exteriores, Celso Lafer, disse no início desta tarde, em declarações na Fiesp, em São Paulo, que a onda de atentados terroristas que atinge os EUA vai alterar completamente o sistema político internacional. Para ele depois da queda do muro de Berlim, e do conseqüente fim da guerra fria, a diplomacia passou a reger as relações internacionais mundiais. "Mas este evento coloca as questões de segurança, guerra e paz, em termos inusitados, e é um dado chave para a reflexão do momento".Lafer lembrou que no período da guerra fria a tensão nuclear tornou a guerra improvável. "Hoje, no entanto, não se tem como prever o resultado desse atentados." O ministro disse não acreditar em guerra. "A reação é muito difícil de prever. Por isso, qualquer comentário sobre uma possível guerra ainda é precipitado". De todo modo, afirmou que o evento coloca em questão a capacidade de os povos viverem na forma de uma sociedade organizada. Lafer declarou, ainda, que os atentados colocaram o mundo dentro de uma nuvem negra de alcance inimaginável, numa situação de gravidade única.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.