Atentados cancelam vôos e EUA estão isolados

A série de atentados em Nova York e Washington provocou o cancelamento de vôos para os EUA em todas as partes do mundo. O governo alemão informou que todos os vôos para os EUA foram cancelados. A companhia aérea espanhola Ibéria informou que suspendendeu um vôo para os EUA e redirecionou outros quatro. Porém, o aeroporto de Madri continua aberto e operando normalmente. A companhia aérea francesa Air France informou que está cancelando e/ou redirecionando todos os vôos para os EUA. A Belgican Airline Sabena cancelou os vôos para os EUA e chamou de volta as aeronaves que já haviam decolado. A KLM suspendeu todos os vôos marcados para os EUA. Um vôo da Finnair que havia decolado de Helsink foi orientado para retornar à Finlândia. A Sky informou que o principal aeroporto de Londres, Heatrow, foi fechado pelas autoridades inglesas. A Dow Jones informou que todos os vôos que já haviam decolado para os EUA estão sendo redirecionados para os aeroportos canadenses, enquanto os demais foram suspensos por tempo indeterminado. A British Airways disse que os vôos para os EUA estavam sendo redirecionados para locais próximos ou chamados de volta para Londres. A companhia aérea polonesa LOT informou que cancelou todos os vôos para os EUA e o Canadá. A companhia aérea canadense Air Canadá cancelou seus vôos em todo o mundo. Também suspenderam os vôos para os EUA a Scandinaviam Airlines Systems.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.