Atentados com carros-bomba matam 37 pessoas no Iraque

Funcionários do governo disseram que três ataques atingiram distritos xiitas da capital; quarto ataque ocorreu na cidade de Kirkuk

O Estado de S. Paulo

04 de dezembro de 2014 | 17h49

BAGDÁ - Uma série de ataques utilizando carros-bomba fizeram ao menos 37 vítimas nesta quinta-feira, 4, no Iraque. Segundo funcionários do governo, três ataques atingiram distritos xiitas da capital. O quarto ataque ocorreu na cidade de Kirkuk, norte do país.

O primeiro dos ataques ocorreu perto de uma rua de pequenos restaurantes, no distrito de Sadr City, e fez 11 vítimas. Minutos depois, um segundo carro-bomba explodiu próximo a um mercado do mesmo distrito, matando outras sete pessoas e ferindo 21. Mais tarde, outra explosão próxima a um restaurante no distrito de Shaab, deixando três mortos e doze feridos.

Em Kirkuk, uma província rica em petróleo, um carro bomba explodiu próximo a um café, e matou 16 pessoas, de acordo com o subchefe da polícia local, Torhan Abdul-Rahman Yussef. O atentado ocorreu em um distrito curdo da cidade.

O Iraque tem enfrentado explosões diárias de bombas e outros tipos de ataque, a maioria em bairros xiitas e postos de segurança. A autoria dos atos violentos geralmente é reivindicada pelo grupo extremista Estado Islâmico, de orientação sunita, que controla boa parte do norte e oeste do país. / AP

Mais conteúdo sobre:
Iraqueatentadocarro-bomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.