Atentados contra igrejas matam 17

Pelo menos 17 pessoas morreram e 40 ficaram feridas em atentados ontem em Garissa, no leste do Quênia. Terroristas atacaram as duas igrejas, em Ndolo e Garissa, com armas de fogo e granadas quando os fiéis estavam reunidos para a missa dominical. Ninguém assumiu a autoria do ataque, mas o principal suspeito é o grupo radical islâmico Al-Shabab, que lançou uma campanha de terror na região depois que o Exército queniano entrou na Somália, em 2011.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.