Allauddin Khan/AP
Allauddin Khan/AP

Atentados deixam 13 mortos no sul do Afeganistão

Ataques ocorreram em Kandahar, no dia em que Taleban mostrou disposição em dialogar

Efe

03 de janeiro de 2012 | 15h25

CABUL - Ao menos treze pessoas - oito civis e quatro policiais - morreram nesta terça-feira, 3, em dois atentados perpetrados em Kandahar, no sul do Afeganistão, informou uma fonte oficial. Mais de 20 pessoas também ficaram feridas nos ataques.

 

Veja também:

tabela ESPECIAL: Dez anos de guerra no Afeganistão

 

A primeira explosão ocorreu na área de Chini, no sul da cidade, quando um homem que pilotava uma moto detonou a bomba que carregava, matando quatro crianças e um policial. Horas depois, quando a polícia já havia chegado ao local do ataque, um novo atentado matou mais três oficiais e cinco civis.

 

"Primeiro explodiu uma bomba que matou civis e atraiu a polícia. Depois disso, um suicida se envolveu entre os policiais pilotando sua moto e detonou a segunda carga", afirmou Zalmai Ayubi, porta-voz do governo de Kandahar.

 

A província de Kandahar historicamente conhecida como um reduto do Taleban. Nos últimos tempos, os arredores da capital seguem como um dos principais locais de atividade da insurgência afegã.

 

Os atentados desta terça ocorrem no mesmo dia em que os insurgentes mostraram disposição em iniciar negociações com a comunidade internacional por meio de uma "embaixada do Taleban" no Catar. "Temos uma forte presença no Afeganistão, mas também estamos prontos para dialogar fora do país. Chegamos a um acordo sobre um comando no Catar", disse Zabiullah Mujahid, porta-voz dos insurgentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.