Atentados deixam 42 mortos na Nigéria

Pelo menos 42 pessoas morreram nesta terça-feira em uma série de ataques coordenados perpetrada por extremistas islâmicos no nordeste da Nigéria, informaram autoridades locais. Os ataques permitiram inclusive a fuga de 105 detentos de uma penitenciária na região.

AE, Agência Estado

07 de maio de 2013 | 18h09

A onda de violência ocorreu em Bama, uma cidade do Estado nigeriano de Borno frequentemente atacada pelos extremistas islâmicos que atuam na região. Nos ataques, os extremistas usaram metralhadoras e até mesmo munição "antiaérea", segundo as autoridades nigerianas.

O tenente-coronel Sagir Musa disse à Associated Press que dois soldados e 14 carcereiros morreram em um ataque a uma penitenciária federal em Bama. Musa disse que 105 detentos fugiram na ação.

Já o comandante da polícia de Bama, Alhaji Sagiru, disse que 22 oficiais de polícia, três crianças e uma mulher também morreram na onda de violência.

Os ataques perpetrados hoje em Bama ocorrem em um momento de intensificação das ações de extremistas islâmicos no norte da Nigéria. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Nigériaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.