Atentados deixam 5 mortos na Península do Sinai

Vários ataques atingiram diversas áreas no norte da Península do Sinai neste domingo. Os atentados, que ocorreram na cidade de El-Arish, deixaram cinco morto, sendo um civil e quatro agentes de segurança.

AE, Agência Estado

21 de julho de 2013 | 22h46

De acordo com autoridades de segurança, militantes dispararam suas armas automáticas contra uma delegacia e um posto de segurança no centro de El-Arish.

Uma mulher de 25 anos foi atingida por uma bala e está seriamente ferida. Autoridades afirmaram que um soldado foi morto no confronto. O tiroteio entre militantes e forças de segurança causou a morte de um motorista.

Além disso, o ataque de granadas contra um acampamento policial na cidade de Rafah, na fronteira do Egito com Gaza, feriu quatro civis e seis soldados.

No começo do dia, três policiais foram mortos por atiradores em outro ataque coordenado contra um edifício administrativo, uma estação de TV e a delegacia de polícia em El-Arish.

Com as mortes, o número de policiais e soldados mortos em Sinai desde a queda de Morsi sobe para 14. Desde 3 de julho, após a derrubada do presidente egípcio, Mohammed Morsi, os ataques contra a polícia e os militares no norte da Península do Sinai tem se intensificado. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
egitoatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.