Atentados deixam pelo menos 8 mortos na capital Síria

Atentados deixaram pelo menos oito mortos e vários feridos neste domingo (23) em Damasco, capital da Síria. Segundo a agência estatal de notícias SANA, três homens-bomba detonaram os explosivos que carregavam enquanto tentavam invadir o posto policial Rukneddine, no norte da cidade, matando cinco pessoas. Outros três homens-bomba tentaram invadir um prédio das forças de segurança no sul de Damasco, mas foram capturados antes que pudessem detonar os explosivos.

Agência Estado

23 Junho 2013 | 16h13

A agência disse ainda que um carro-bomba explodiu no distrito Mazzeh 86, matando três pessoas, incluindo uma criança de três anos. A maioria dos moradores do distrito é da seita alauíta, uma ramificação do islamismo xiita à qual pertence a família do presidente Bashar Assad. As forças de oposição que combatem o regime de Assad são em sua maioria sunitas.

Nenhum grupo havia assumido a autoria dos atentados em Damasco, mas a suspeita era de que grupos ligados à Al-Qaeda tenham realizado os ataques.

Na cidade de Aleppo, no norte da Síria, a explosão de um carro-bomba matou 12 soldados, de acordo com o Observatório Sírio para Direitos Humanos. A organização não divulgou outros detalhes sobre o atentado e o governo não se pronunciou a respeito.

Os ataques ocorreram num momento em que as forças do governo intensificam sua ofensiva nos subúrbios da capital.

Mais de 93 mil pessoas foram mortas desde o início dos conflitos no país, em março de 2011. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
AtentadosSíriamortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.