Atentados em igrejas deixam 38 mortos

Várias explosões em igrejas da região central e do norte da Nigéria deixaram pelo menos 30 católicos mortos e 74 feridos. Os piores ataques ocorreram na região de Jos, centro do país, onde muçulmanos e cristãos vivem em clima tenso. Estima-se que 500 pessoas tenham morrido em Jos este ano por causa da violência religiosa. Autoridades atribuíram a ofensiva de ontem a radicais islâmicos e afirmaram já ter iniciado as investigações dos crimes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.