Atentados em série matam sete na Nigéria

Uma série de explosões em Kano, a maior cidade muçulmana da Nigéria, deixou ontem ao menos sete mortos no mais recente ataque atribuído ao grupo radical islâmico Boko Haram. As bombas atingiram quatro delegacias de polícia.

ABUJA, O Estado de S.Paulo

21 de janeiro de 2012 | 03h04

De acordo com a polícia local, as explosões provocaram danos aos prédios. Os ataques são parecidos a outros atentados organizados pelo grupo, conhecido como "O Taleban da Nigéria".

Segundo a Agência de Emergência da Nigéria, a primeira bomba atingiu o quartel-general de polícia. As outras três explodiram em delegacias regionais.

O principal alvo do Boko Haram, cujo nome na língua local significa "a educação ocidental é pecado", é a minoria cristã que vive no norte da Nigéria, um dos países mais populosos da África, com 160 milhões de habitantes.Desde o começo do ano, 76 pessoas morreram em atentados lançados pelo grupo.

No Delta do Níger, região do país rica em petróleo, homens armados sequestraram um americano que trabalha para a empresa petrolífera Marubeni.

Segundo a polícia, os suspeitos seguiam o americano em um carro. Depois de abordá-lo, mataram seu guarda-costas e levaram seu carro. Eles pedem US$ 310 mil de resgate. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.