Atentados matam 15 e ferem dezenas no Iraque

Uma série de atentados aparentemente relacionados no Iraque matou 15 pessoas e feriu dezenas, segundo informaram autoridades médicas e de segurança nesta quarta-feira. As explosões, causadas por cinco carros-bomba e uma mina, atingiram Bagdá e outras três cidades, e devem aumentar as tensões em um país que recentemente saiu de uma brutal guerra.

AE, Agência Estado

14 de novembro de 2012 | 08h21

Os ataques que causaram maior número de mortes ocorreram em Kirkuk, uma província disputada e rica em petróleo ao norte do Iraque, que é frequentemente alvo de militantes. Nove pessoas morreram e 39 ficaram feridas, após a explosão de três carros-bomba e uma mina na província.

Ao sul de Bagdá, próximo à cidade de Hilla, um carro-bomba em um estacionamento de um mercado movimentado matou cinco pessoas e feriu outras 35, disseram as fontes. Em Bagdá, na praça Fardaus, onde já existiu uma estátua de Saddam Hussein, um carro-bomba deixou um morto e seis feridos.

A violência no Iraque ocorreu um dia antes do festival islâmico que marca o ano novo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueatentadosmortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.