Atentados matam 26 em Bagdá; 2 helicópteros caem

Dois carros-bomba explodiram em um intervalo de cinco minutos num mercado movimentado de Bagdá, em um distrito de maioria xiita, neste domingo, matando pelo menos 18 pessoas e ferindo outras 50. Mais tarde, um terrorista suicida explodiu-se num microônibus no noroeste de Bagdá, matando oito pessoas e ferindo outras 11. Ao norte da capital, dois helicópteros britânicos - informações iniciais davam conta de que seriam aparelhos americanos - caíram, após o que parece ter sido uma colisão em pleno ar. O incidente deixou dois militares mortos e cinco feridos.Os atentados ao mercado no sudoeste de Bagdá marcaram a retomada, neste domingo, 15, da carnificina entre os grupos étnicos e religiosos do Iraque, um dia depois da explosão de uma bomba nas proximidades de um importante santuário xiita, na cidade sagrada de Kerbala. O serviço de saúde pública da cidade revisou o total de vítimas no ataque, fixando-o em 47 mortos e 224 feridos.Os dois helicópteros britânicos caíram depois de aparentemente colidir, 18 km ao norte de Bagdá. "Uma investigação será realizada para determinar a causa do incidente; no entanto, informes iniciais indicam que ela parece dever-se a uma colisão em pleno ar, não a fogo inimigo", diz nota emitida pelos militares.A explosão no microônibus ocorreu pouco depois de meio-dia, perto de um tribunal do bairro de al-Utafiyah. Muitas das vítimas sofreram graves queimaduras.Alterada às 8h02 para correção da nacionalidade dos helicópteros

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.