Atentados matam mais de 70 no Iraque, diz polícia

Ataque a restaurante em Baquba seria o mais violento no Iraque neste ano.

BBC Brasil, BBC

23 de abril de 2009 | 11h36

A polícia do Iraque disse que dois atentados mataram pelo menos 73 pessoas no Iraque nesta quinta-feira.

O primeiro ataque, no centro de Bagdá, deixou 28 mortos. Uma bomba explodiu em um posto onde policiais distribuíam comida a pessoas sem-teto.

Um homem-bomba teria se infiltrado entre os sem-teto antes de detonar seus explosivos. Esse tipo de ataque tem sido atribuído pela autoridade a grupos insurgentes sunitas ou à Al-Qaeda.

A segunda explosão teria matado pelo menos 45 pessoas. Um homem-bomba destruiu um restaurante próximo a Baquba, na província de Diyala, nordeste de Bagdá. O restaurante estava lotado com peregrinos iranianos e iraquianos.

Segundo o correspondente da BBC em Bagdá Jim Muir, se for confirmado o número de vítimas, o segundo ataque desta quinta-feira teria sido o mais violento deste ano no Iraque.

A província de Diyala é uma das duas regiões do Iraque que têm mais resistido aos esforços de se conter a violência sectária no país.

Em Bagdá e em outras partes do Iraque, houve uma queda forte no número de incidentes de violência sectária ao longo do último ano.

No entanto, o correspondente da BBC afirma que ataques como os registrados nesta quinta-feira estão gerando dúvidas sobre a segurança no Iraque depois que as tropas americanas deixarem o país.

A retirada total das tropas lideradas pelos Estados Unidos está prevista para 2011.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.