Atentados matam pelo menos 12 em Kandahar

Dois atentados a bomba mataram ao menos 12 pessoas e feriram dezenas em Kandahar, no sul do Afeganistão, cidade reduto do Taleban, que assumiu a autoria de uma das ações. No mesmo dia, o movimento islâmico radical afirmou que pretende abrir um escritório político no Catar.

KANDAHAR, O Estado de S.Paulo

04 de janeiro de 2012 | 03h05

No fim da tarde, duas explosões coordenadas deixaram ao menos sete mortos - três deles membros das forças de segurança - nas imediações de um cemitério. Cerca de 20 pessoas ficaram feridas. "Primeiro, explodiu uma bomba que matou os (quatro) civis e atraiu a polícia. Logo, um suicida investiu contra os agentes num veículo de três rodas e detonou uma segunda carga explosiva", afirmou um porta-voz do governo da província.

Horas antes, outro ataque matou quatro menores e um policial, quando um suicida numa moto se explodiu no sul da cidade.

'Embaixada'. "Iniciamos negociações preliminares e chegamos a um entendimento com participantes relevantes, incluindo o governo do Catar, para estabelecer (no emirado) um escritório político para negociações com a comunidade internacional", afirmou por e-mail Zabiullah Mujahid, em nome do Taleban.

No comunicado, o porta-voz do movimento radical afegão "pediu a troca de prisioneiros" detidos pelos Estados Unidos em Guantánamo. / AFP, EFE e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.