Atentados matam pelo menos 62 pessoas no Iraque

Pelo menos 62 pessoas morreram e 140 ficaram feridas, muitas em estado grave, no múltiplo atentado ocorrido neste domingo em um bairro xiita do sudeste de Bagdá, informaram fontes policiais.O capitão Ali Hadi, porta-voz do Ministério do Interior, disse hoje que foram registradas cinco explosões na região de Zafaraniya, a aproximadamente 20 quilômetros do centro da capital iraquiana.Segundo Hadi, um carro-bomba, um suicida com uma motocicleta, duas cargas explosivas e um foguete Katyusha causaram o pânico na área, muito povoada, e sob controle das milícias do clérigo Moqtada al-Sadr.As explosões aconteceram em cadeia e atingiram os mercados de Hai Mariam e Al Qubaisi.Os ataques começaram por volta das 19h15 (horário local), com a explosão de dois carros-bomba e o lançamento de cerca de nove foguetes, disse o porta-voz do Ministério da Defesa, coronel Saddoun Abu al-Ula. Segundo ele, os foguetes - lançados aparentemente do bairro de Dora - derrubaram um prédio de apartamentos e danificaram seriamente outros dois. Dora tem sido alvo de missões de tropas americanas com o objetivo de restaurar a paz em Bagdá. O ataque contra Zafraniyah foi o mais mortífero desde que a ONU anunciou, no mês passado, o aumento nos esforços para diminuir a violência sectária na capital iraquiana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.