Atentados na Índia matam pelo menos 29 pessoas

Chegou a pelo menos 29 mortos e 88 feridos os atentados à bomba em Ahmedabad, capital do estado de Gujarat, no oeste da Índia, segundo autoridades locais. Ontem, sete explosões semelhantes ocorreram em Bangalore, pólo tecnológico no sul do país, onde duas pessoas morreram e pelos menos cinco ficaram feridas. O ministro-chefe de Gujarat, Narendra Modi, disse que ocorreram pelo menos 16 pequenas explosões em vários bairros da cidade.Ninguém reivindicou a autoria dos atentados de ontem e de hoje e ainda não se sabe se há ligação entre os incidentes. Prithviraj Chavan, representante do gabinete do primeiro-ministro indiano, disse que as explosões foram causadas por "pessoas dispostas a criar uma divisão comunitária no país", expressão que as autoridades indianas costumam usar para culpar os militantes islâmicos pelos atentados a bomba ocorridos na Índia nos últimos anos."Elementos antinacionais tentam criar pânico entre o povo do nosso país", declarou o ministro do Interior, Shivraj Patil. "Os atentados de hoje em Ahmedabad parecem fazer parte da mesma estratégia."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.